Clean Up Day - Limpeza de Praias

24.09.2017

Na semana passada fomos para Ilhabela, para participar do Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias (parte da campanha Clean Up the World), que acontece sempre no terceiro final de semana de setembro, e aqui é organizado pela Sea Shepherd Brasil.

 

Bandeira da Sea Shepherd na Praia do Curral, em Ilhabela.

O Clean Up Day na Praia do Curral, em Ilhabela, foi organizado pela Sea Shepherd Brasil.

 

Ficamos hospedados na Pousada Vila São Pedro, que fica no sul da ilha, bem perto da Praia do Curral, onde aconteceria o evento. A pousada é super charmosa e aconchegante, e fomos muito bem recebidos pelos donos, Gwan e Adriana, que além de super simpáticos e atenciosos, sempre nos lembravam de passar repelente antes de sair — a ilha é cheia de borrachudos ferozes e impiedosos, e se não fosse por esses lembretes constantes, possivelmente teríamos voltado com a perna coberta de picadas!!

 

Pousada Vila São Pedro.

A Pousada Vila São Pedro fica a 1,5km da Praia do Curral.

 

É uma pena que a gente só tinha um fim de semana, e estávamos cheios de coisas pra fazer, então mal conseguimos ficar um tempo relaxados para curtir a pousada. O lugar é tão gostoso, que dá vontade de ficar lá o dia todo, tomando sol, curtindo a piscina e relaxando na rede, ao som dos inúmeros passarinhos que rodeiam o local.

 

Passarinhos da Pousada Vila São Pedro.

 

No sábado de manhã, saímos para encontrar a Mara, da Sea Shepherd Brasil, na Praia do Curral. A operadora de turismo Mar e Vida Eco Trip também estava lá apoiando a ação, e orientando a realização do mergulho de limpeza subaquática.

 

Nos equipamos na praia e mergulhamos em busca de lixo acumulado no mar, desde a costeira da Praia do Curral até o Parcel de Santa Cruz. Durante quase 1 hora de mergulho (com profundidade máxima de 8m), retiramos muita coisa que estava incrustada nos corais, enterrada na areia ou mesmo flutuando na água.

 

Lixo que retiramos durante o mergulho de limpeza subaquática.

Lixo que retiramos durante o mergulho de limpeza subaquática.

 

Depois do mergulho, o lixo retirado foi analisado em busca de pequenos animaizinhos que poderiam ter ficado presos, e conseguimos devolvê-los com vida para o mar.

 

Pequenos animais que estavam incrustados no lixo retirado, foram resgatados e devolvidos para o mar.

Pequenos animais que estavam incrustados no lixo retirado, foram resgatados e devolvidos para o mar.

 

No período da tarde, foi realizada também a limpeza da faixa de areia na praia, que tem 400m de extensão. No total, foram recolhidos 8kg de detritos, entre artefatos de pesca e construção (canos, cordas, redes), 188 bitucas de cigarro, 46 latinhas de alumínio, 16 garrafas plásticas e 5 de vidro, 27 embalagens diversas, 19 canudinhos e mais de 350 micro lixos (pequenos pedaços de plástico, papel, vidro e madeira).

 

Parte do lixo que retiramos da Praia do Curral, em Ilhabela, durante o Clean Up Day.

 

O Clean Up Day não é um dia para ser comemorado. Pelo contrário. É uma data de conscientização, que chama atenção para a importância da preservação da vida marinha. Muitos animais marinhos morrem ao ingerir pequenos pedaços de lixo que eles confundem com comida. E o plástico é o maior causador dessas mortes. Segundo dados da Sea Shepherd, estima-se que 86% das espécies de tartarugas tenham plástico em seus intestinos.

 

O lixo encontrado nas praias, além da falta de educação das pessoas que simplesmente não recolhem as sobras do que produzem, é um reflexo do estilo de vida que estamos levando. A produção de plástico no mundo está aumentando cada vez mais, e isso é um problema porque o plástico é um material não-biodegradável: ele surge no ambiente natural, e não desaparece. Com isso, os oceanos recebem mais de 8 milhões de toneladas de plásticos por ano!

 

“Fazendo esse trabalho nas praias, a gente chama a atenção para as pessoas que estão ali, tomando sol, o quanto do lixo a gente produz e fica ali ao nosso redor. Uma hora eu tava selecionando o lixo e uma pessoa perguntou pra mim ‘Nossa, mas da onde veio esse lixo?’. Eu virei pra ela e falei, ‘nós trouxemos esse lixo!’. A gente tem que tomar essa consciência do ‘eu’.” (Mara Lott, do Instituto Sea Shepherd Brasil).

 

O lixo dos oceanos é totalmente evitável. Nós precisamos nos conscientizar do impacto que as nossas ações têm no meio ambiente. Daí vem a importância das campanhas de reciclagem e reutilização de tudo que produzimos. Utilizar sacolas retornáveis quando for ao mercado, não usar canudinhos, preferir embalagens de papel às de plástico… são atitudes do nosso dia-a-dia que temos que mudar. Grande parte da vida do nosso planeta depende do oceano, e mantê-lo limpo e saudável é uma responsabilidade de cada um de nós.

 

 

Veja aqui o video que fizemos sobre esse dia. Aproveite, e se inscreva no nosso canal para não perder os próximos videos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2017 by Profundo no Mundo